A Coordenação-Geral de Instalações Médicas e Industriais da Diretoria de Radioproteção e Segurança Nuclear da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CGMI/DRS/CNEN) realizou  na segunda-feira (18/04), no estado de Minas Gerais, uma ação de campo com o objetivo de acautelar seis fontes radioativas de uma instalação da área médica, com autorização  para operação suspensa e fora de funcionamento desde outubro de 2021. A ação de acautelamento de fontes está prevista no artigo 26 da norma CNEN NN 6.02 e foi uma medida de urgência, para evitar acesso inadvertido ou não autorizado a material radioativo.

Termo de acautelamento, afixado na instalação por inspetores da CGMI/CNEN. (Foto: CGMI/CNEN)

 

A operação foi realizada por dois técnicos da CGMI, com apoio da equipe da Divisão de Segurança Nuclear e Radiológica do Centro de Desenvolvimento Tecnológico Nuclear (DISER/ CDTN), unidade da CNEN no estado de Minas Gerais.

Fontes radioativas acauteladas, localizadas na instalação suspensa. (Foto: CGMI/CNEN)

 

A medida de acautelamento foi adotada determinando-se que as fontes fossem removidas da instalação, passando a ser armazenadas no CDTN.  Ao realizar ações como estas, a CNEN reforça o cumprimento de seu papel regulatório, garantindo a segurança da população brasileira e do meio ambiente.