Na terça-feira, o tema será 'Reatores nucleares + acidente de Goiânia: o que aprendemos com ele?'. Festival começa às 19h e visa disseminar ciência em bares e restaurantes

"Tecnologia nuclear para conservação de obras de arte e outras aplicações” é o tema da primeira noite de participação do IPEN no festival Pint Of Science, nesta segunda-feira, a partir das 19h, na Cervejaria Zuraffa (R. Artur de Azevedo, 1902 - Pinheiros, São Paulo). Participam os pesquisadores Pablo Vasquez e Maria José Alves de Oliveira, do Centro de Tecnologia das Radiações (Ceter), e a artista plástica Adriana Pires, restauradora do Acervo Artístico dos palácios do Governo de São Paulo, parceiros do Instituto.

O Pint of Science é um festival mundial de divulgação científica que leva pesquisadores a bares e restaurantes para compartilhar suas pesquisas, em todas as áreas do conhecimento. A ideia é promover conversas e debates acerca dos temas selecionados. Esta é a terceira vez que o IPEN participa, após o sucesso das apresentações em 2019 e 2021 (virtual). Na terça-feira, 8, no mesmo palco e horário, o tema será "Reatores Nucleares + Acidente de Goiânia: o que aprendemos com ele?”.

De acordo com Maria José, será feita uma abordagem da tecnologia nuclear de forma simples, como é usada no dia a dia das pessoas, tendo como foco os estudos e aplicações no Irradiador Multipropósito de Cobalto-60. "Vamos mostra as diferentes finalidades da radiação gama, entre elas, o uso na obtenção de novos materiais para a área da saúde e de limpeza de superfície/restauro de obras de arte. Também será abordada a parceria com a Restauradora Adriana Pires do Palácio do Governo de São Paulo".

Na terça-feira, participarão os pesquisadores Frederico Genezini e Roberto Vicente, do Centro do Reator de Pesquisas, além da pesquisadora aposentada Sandra Bellintani, que, junto a Vicente, participou as ações por ocasião do acidente com o Césio-137, em Goiânia, há 35 anos. No primeiro tópico, Genezini vai falar sobre "reatores nucleares: como, onde, por quê, para quê e outras FAQ”. "São muitas as possibilidades que um reator nuclear de pesquisa oferece, e vamos mostrar”.

Já Vicente, que também falará nesse tópico, abordará a questão dos riscos de acidentes nucleares, como os ocorridos em Chernobyl e Fukushima, e do impacto no ambiente, fazendo uma comparação com as fontes chamadas de limpas, de modo a mostrar que a tecnologia nuclear deve fazer parte do leque de opções de qualquer sociedade moderna, já introduzindo para o tema seguinte, comparando esses a outros acidentes como o ocorrido em Goiânia, e perspectivas para o futuro.

Já nesse tópico dos 35 anos do acidente com o Césio-137, Vicente comentará sobre sua minha experiência pessoal em Goiânia, os desafios enfrentados, os erros cometidos, o que deu errado, o que deu certo, e, depois, dará alguns dados sobre os rejeitos radioativos que foram gerados, o repositório que foi construído. "Também falarei sobre os rejeitos que vieram para São Paulo, sempre com a ideia de mostrar o que aprendemos”.

Bellintani teve um papel de destaque nos trabalhos pós-acidente. Ela vai expor o lado mais "humano” relacionado ao trabalho da equipe da Comissão Nacional de Energia Nuclear, autarquia à qual o IPEN está vinculado. "Vou falar das percepções, principalmente relativos ao lado emocional e social de nossa atuação nesta intervenção. Pretendo passar um filme curto do meu encontro com a mãe da Leide lhe entregando as lembranças que pudemos recuperar da casa em que elas moravam”.

Leide das Neves Ferreira, à época com 6 anos, foi uma das quatro vítimas fatais contaminadas por alguns fragmentos do material que continha o Césio-137. No total, 249 pessoas foram contaminadas pelo Ce-137, em um dos acidentes mais emblemáticos do país. Leide era filha de Ivo Alves Ferreira – que levou alguns fragmentos da substância para casa, e se tornou símbolo do trágico episódio.

Serviço

O quê: Pint Of Science
Onde: Cervejaria Zuraffa (R. Artur de Azevedo, 1902 - Pinheiros, São Paulo)
Temas:
Segunda-feira, 7 de novembro
Título: "Tecnologia nuclear para conservação de obras de arte e outras aplicações”
Participantes: Pesquisadores Dr. Pablo Vásquez e Dra. Maria José Alves; Adriana Pires, restauradora do Acervo Artístico Pos palácios do Governo de São Paulo (parceiros do IPEN)
Terça-feira, 8 de novembro
Título: "Reatores Nucleares + Acidente de Goiânia: o que aprendemos com ele?”
Participantes: Pesquisadores Dr. Frederico Genezini, Roberto Vicente e Sandra Bellintani