Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN/MCTI) e o Instituto de Engenharia Nuclear (IEN/CNEN) receberam, nos últimos dias 18 e 19 de abril, a visita do subsecretário de Unidades Vinculadas do Ministério de Ciência, Tecnologia e inovações (MCTI) Alex Magalhães.

O subsecretário esteve acompanhado do presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) Waldemar Barroso Magno Neto, da diretora do Centro de Tecnologia Mineral (CETEM) Silvia França, e do diretor de pesquisa e desenvolvimento da CNEN/MCTI Madison Almeida.

No IEN/CNEN a comitiva foi recebida pelo diretor Fabio Staude, que apresentou o instituto. A multidisciplinariedade das atribuições, alto nível de qualificação dos servidores e as possibilidades integrativas dominaram a pauta. Destaque para as pesquisas sobre o uso de radiotraçadores na indústria de óleo e gás e para o projeto de "Modernização e adequação das instalações do reator Argonauta IEN/CNEN e laboratórios associados", cujo objetivo é aperfeiçoar as atividades já existentes e abrir novas áreas de P&D, tornado as instalações do IEN/CNEN mais adequadas para os pesquisadores e mais atrativas para as demais instituições de ensino, pesquisa e outras do setor produtivo. Na oportunidade houve ainda a apresentação da CNEN/MCTI, suas unidades e principais atividades pelo diretor da DPD/CNEN, Madison Almeida. Após as apresentações, o grupo esteve em visita ao Reator Argonauta, que será reinaugurado por ocasião do aniversário de 60 anos do IEN/CNEN, em 06/05 próximo. 

Subsecretário de Unidades Vinculadas do MCTI é recepcionado no IEN/CNEN (foto: SETCOS/IEN)

Subsecretário de Unidades Vinculadas do MCTI é recepcionado no IEN/CNEN (foto: SETCOS/IEN)

Em visita à Sede, o grupo foi recebido pelo Presidente da CNEN/MCTI Paulo Pertusi, o Diretor de Radioproteção e Segurança (DRS/CNEN) Ricardo Guterres, o Diretor-Substituto de Gestão Institucional (DGI) Pedro Maffia e contou com as presenças da diretora-substituta do Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD/CNEN) Ana Cristina Ferreira e da diretora do Instituto Nacional de Tecnologia (INT) Ieda Caminha.

Na ocasião, presidente Paulo Pertusi destacou a criação da Autoridade Nacional de Segurança Nuclear (ANSN), a partir da separação da DRS, assim como os grandes desafios que estão sendo gerados a partir daí: “o processo de cisão da CNEN para a criação da ANSN pode ser longo e necessita de um planejamento eficaz”. Madison ainda frisou o “necessário apoio do MCTI aos projetos do CENTENA e do Reator Multipropósito Brasileiro” . Tanto o CENTENA - Centro de Tecnologia Nuclear e Ambiental que funcionará como repositório nacional de rejeitos radioativos – quanto o RMB, que viabilizará pesquisas e a produção de radiofármacos, são considerados projetos estruturantes da CNEN/MCTI. 

Alex Magalhães (SUV/MCTI), juntamente com Ieda Caminha (INT), Ana Cristina Ferreira (IRD/CNEN) e Silvia França (CETEM), são recebidos pelo presidente e diretores da CNEN/MCTI. (Foto: Douglas Troufa/CNEN)

Alex Magalhães (SUV/MCTI), juntamente com Ieda Caminha (INT), Ana Cristina Ferreira (IRD/CNEN) e Silvia França (CETEM), são recebidos pelo presidente e diretores da CNEN/MCTI. (Foto: Douglas Troufa/CNEN)